quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Mudanças e Descobertas



Da direita para a esquerda: Marcelo da Redenção e Zé da Terreira, atrás; ao centro, Giba Giba e o sopapo vermelho, 2008 é ano de Xangô; no mircrofone, Richard Serraria no I Perc Poa, Teatro Túlio Piva na Cidade Baixa. 2006 e 2007 foram anos ricos de aprendizagens, sem dúvida.
"Não acredito num Deus que não dance", disse Nitszche no Zaratustra. 2008 vai ser importante para colocar em prática importantes questões referentes às novas aprendizagens. A reflexão, todavia, segue clara em termos de objetivos para o grupo Bataclã FC: seguir na busca de solidificar condições de trabalho, serena e continuadamente, amalgamando fala cotidiana e melodia, entoações cotidianas em notas musicais, deixar falar o cancionista que existe na voz da gente desse lugar.

SHOWS BATACLÃ FC

Loading...