sexta-feira, 23 de maio de 2008

Raízes e Antenas: DuOud, Maghrebika e Bodyshock - Mais Música de Fusão (Com e Sem Confusão)

Raízes e Antenas: DuOud, Maghrebika e Bodyshock - Mais Música de Fusão (Com e Sem Confusão)

Bataclã FC em Buenos Aires 2001 (arquivos históricos)


Desencavamos material que nem sabíamos que existia, recentemente recebemos ADAT da gravação do show da Bataclã FC no dia 11 de maio de 2001, em Buenos Aires, Argentina, Teatro San Martin, Calle Corrientes, a duas quadras da Casa Rosada onde visitamos Hebe Bonafini na Universidade das Mães da Praça de Maio. Se você quiser receber Mp3 desse momento mágico, escolha a(s) canções abaixo e mande um email para batacla@yahoo.com ou serraria@gmail.com.

A gente agradece a você pelo carinho de seguir acompanhando, também historicamente, a Bataclã FC.



Comando pega

A balada certa

Bebi meus dias

O causo do sopapo

Festa de Sinhá

O sul

Pai Guaíba

Quem é dusmeu vem junto

Vezemquando

Saudação final e palavras de Serraria ao povo argentino

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Teatro Túlio Piva 14 de maio e Opinião 19 de maio


A inauguração do Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo dia 16 de abril foi um sucesso, festa bacana no Bairro Cristal, com muita música (Giba Giba e Redenção), o que sempre é importante. Dia 14 de maio estaremos no Teatro Túlio Piva, num evento beneficiente ao amigo Beto Bollo, início 20h; deveremos tocar por volta de 22h. E dia 19 de maio, segunda feira, tem Segunda Maluca alusiva ao Tropicalismo no Bar Opinião, início 23h, haverá uma participação especial da Bataclã FC em show dos Arnaldos e dos Subtropicais. Seguimos com cuidado, devagar e sempre, evitando passar reto na curva, certos de que carro parado não faz frete. Na foto, viaduto Ayrton Senna, em Novo Hamburgo.

segunda-feira, 24 de março de 2008

Duas próximas aparições bataclânicas


Dia 29 de março no FestiPoa Literária, 13:30h, Livraria Nova Roma: Richard Serraria, Marcelo da Redenção e Bódi do Belomé conversam com escritores, falam sobre a presença da poesia na canção popular e tentam demonstrar, na prática com parcerias desenvolvidas na Bataclã FC, como é que se dá o babado de transformar poesia em melodia, entoação que se aproxime da fala e valorize as intenções do texto respeitando as leis da Harmonia Funcional. LIVRARIA NOVA ROMA - rua Gen. Câmara, 394, Centro de Porto Alegre.


Dia 11 de abril na Livraria Cultura do Bourbon Cowntry, ao lado do Iguatemi, 19h, show acústico Bataclã FC comemorando 11 anos a foto acima é da festa de 10 anos, ano passado na Unisinos), ingresso é kg de alimento não perecível.

Pode chegar chegando!!!

segunda-feira, 17 de março de 2008

Parada Bataclã FC


Só para avisar: completamos 11 anos dia 15 de março último e a parada de ônibus aí da foto é na Avenida Guaíba, bairro Ipanema, zona sul Porto Alegre, em frente ao Trapiche, lugar de belo pôr do sol sempre! Em breve novidades, por enquanto grande abraço!

segunda-feira, 3 de março de 2008

Bataclã FC na Zero Hora


Bataclã FC
citada no Almanaque Gaúcho do jornal Zero Hora
dia 27 de fevereiro.
Acessar Clic RBS, edições anteriores,

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Bataclã FC no Quilombo do Sopapo


Estivemos no dia 31 de janeiro de 2008 visitando as instalações do Quilombo do Sopapo no bairro Cristal em Porto Alegre. Conversamos também com o Leandro da Guaiy e vendo as obras de reforma da ex casa do Sintrajufe que está sendo adaptada para a implantação de um Ponto de Cultura junto ao MINC, onde terá um estúdio livre e aberto ao público, telecentro, auditório, oficinas, etc. Bataclã FC foi convidado para ser padrinho da empreitada, o que muito nos alegra, até pelo fato de que o nome do local foi idéia do Marcelo da Redenção há quase dois anos atrás, é bem verdade.
Veja: http://www.youtube.com/watch?v=5LPRId-bRmM

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Bateria dos Imperadores do Samba - "A Sinfônica do carnaval gaúcho"


Ontem estivemos na quadra dos Imperadores do Samba, quarta feira, noite chuvosa, gente pra caramba, como é bom ver aquele espaço movimentado, a escola como um todo mostrando muita vitalidade, a bela amiga Raquel de madrinha da bateria(quando a conheci, ela era destaque da ala Perigosas Peruas), velhos conhecidos ritmistas na área (Tropeço, Urso, Maloquinha, Patinete, etc) e vários amigos na festa (Susto, Feio, Tonho Crocco, etc). No comando, Mestre Alessandro Brinco, ao som da harmonia de Carlos Medina com seu filho de voz límpida e marcante. Medina tem no canto a marca dos velhos carnavais, uma impostação característica que privilegia uma dicção clara e por isso pausada, em detrimento dos sambas enredos mais rápidos que por hora dominam a cena por quase todos os lados. Sinais dos tempos, diria algum observador mais sagaz. Eu, mero apreciador dessa manifestação popular, me limito a explicar que a emoção de sentir o peso e a cadência de uma bateria de escola de samba, pulsando cheia de vida, é uma das maiores emoções que o ser humano pode sentir. Ouça um trechinho abaixo...



Nas próximas semanas, acompanhados de Carlos e Pedro Hahn, traremos mais imagens e reflexões sobre o carnaval gaúcho.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Trilha sonora para o vídeo "Fronteiras do Pensamento"


A Bataclã FC foi escolhida para sonorizar um dos vídeos referentes ao Seminário Fronteiras do Pensamento realizado ao longo de 2007 em Porto Alegre, iniciativa da Copesul. Assista trechos das gravações de Tempo Encurvado por Marcelo da Redenção, Brinco da Cavalhada e Bódi do Belomé. Breve estaremos disponibilizando imagens desse vídeo, na íntegra e ainda belas edições em vídeo clipes da Bataclã FC (Memória Sesmaria está sensacionalmente ilustrada visualmente)!!!

Veja Marcelo da Redenção, gravando baixo:
http://www.youtube.com/watch?v=Lk0BvtXe3Ak

Veja Bódi do Belomé, gravando teclado:
http://www.youtube.com/watch?v=3MQUtxhxisE

Veja Alessandro Brinco, gravando triângulo:
http://www.youtube.com/watch?v=HsoT30CWy0c

Na foto, outras casas de cachorros, essas daí na Rua Souza Doca no bairro Petrópolis em Porto Alegre numa manhã de janeiro de 2008...

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Terno de Reis de Maquiné - parte II


"Como é que a gente faz pra chegar na Solidão?"


Sábado dia 05 de janeiro estivemos em Maquiné, localidade de Linha Solidão, conversando com Mestre Renato Alves, figura marcante por sua prosa amena e sua hospitalidade contagiante. Passamos a tarde em sua casa, vimos como ele constrói rabecas e violas de 10 cordas, tomamos café com pão feito em casa e ouvimos suas histórias maravilhosas sobre o Terno de Reis de Maquiné. A equipe Zoom RS esteve conosco (Pedro e Carlos Hahn) mais Marcelo da Redenção e Ana Luíza Leite, captando, registrando, ouvindo e sobretudo aprendendo com a sabedoria popular. À noite na Farmacinha, junto às ações do Movimento das Mulheres Camponesas, encontramos amigos: Marcelo Delacroix e Camilo de Lélis, Gabriela da UFRGS, Alana Rase, Hagi, Dona Maria, etc. Assistimos o Terno de Reis com Mestre Renato Alves coordenando a cantoria das toadas, enquanto a chuva não parava entre os morros da Serra do Mar. Jantamos a comida crioula especialmente preparada para receber os convidados. Breve estaremos disponibilizando relatos mais detalhados dessa experiência mágica em Maquiné, a saber em tupi guarani, "Força das Águas" que efetivamente conhecemos no sábado quando ao tentarmos retornar à Porto Alegre quase não conseguimos sair de lá, ilhados por um mundaréu de água e mata nativa que nos abraçava por todos os lados. O ano é de Iansã também e pode-se dizer, sem dúvida, que nós a encontramos ao longo do dia e também a essa hora já no dia do meu aniversário, 06 de janeiro, Dia de Reis Magos. Salve Senhora das Nuvens de Chumbo! Ah, pra chegar na Solidão o senhor pega aquela estrada de chão batido, dobra à direita e vai até o fim do mundo...

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Terno de Reis de Maquiné


Sábado 05 de janeiro estamos indo para Maquiné documentar a festa do Terno de Reis na localidade de Solidão. Marcelo da Redenção, Bódi Lambari, Richard Serraria, equipe da ZOOM RS e fotógrafos. A idéia é transformar esse material num vídeo documentário além de uma exposição fotográfica, mostrando um mapeamento de algumas manifestações populares ainda vivas no século XXI no estado do RS e que foram objeto de estudo ao longo do século XX. Estamos lendo bibliografia sobre o assunto, anteriormente já fomos a Osório e documentamos o Maçambique, na seqüência faremos imagens nas baterias dos Bambas da Orgia e também nos Imperadores do Samba no dia 02 de fevereiro. Depois vamos a Encruzilhada do Sul ver o Bumba Meu Boi após o carnaval. Em abril vamos a Tavares e Mostardas registrar o Quicumbi. Em outubro fechamos essa parte inicial voltando a Osório para ver a Rainha Ginga e o Rei do Congo. No meio disso tudo entrevistas com Giba Giba, Mestre Borel, etc. Luciana Prass, profissional reconhecida nesse tipo de trabalho que em breve está indo para os EUA estudar a música negra daquele país, faz parte da equipe de consultores associados. Luiz Maroneze, Dr. em História e professor universitário também. Enfim, isso vai gerar conteúdo cultural que inicialmente será disponibilizado através do blog Bataclã FC e também do site Zoom RS. A seqüência dos encaminhamentos que vierem a ser feitos, iremos informando por aqui.

SHOWS BATACLÃ FC

Loading...